04 jul 2020 | 18:22:53

Nota de Falecimento : Albênzio Barroso


Albênzio Barroso e Margarida Polak Lara após a vitória de Off The Way no Grande Prêmio Brasil

Imagem: Divulgação JCSP

Albênzio Barroso, um dos melhores jóqueis da história do turfe brasileiro, faleceu ontem à noite, na capital paulista, aos 77 anos, vítima de um câncer de intestino, enfermidade que o acometia já de algum tempo.

Mineiro de Sabinópolis, Barroso, conhecido como o Feiticeiro, iniciou sua trajetória vitoriosa no fim da década de 50 e começo dos anos 60 no Hipódromo da Gávea mas, foi no turfe paulista, que sua estrela brilhou intensamente durante as 4 décadas seguintes, tendo vencido por 17 vezes as estatísticas em Cidade Jardim - onze de forma consecutiva.

El Asteróide, Kenético, Off the Way, Bomba Atômica, Vekrezo, Clausen Export, Grisson, Meu Gaúcho, são apenas alguns dos inúmeros craques que tiveram as mãos mágicas de Albênzio Barroso a conduzi-los.

O nome de Albênzio Barroso ficará eternamente gravado, como uma verdadeira lenda, nas mentes e corações dos turfistas que tiveram o privilégio de vê-lo em ação nos hipódromos onde desfilou sua eximia arte na condução dos animais.

Descanse em paz Feiticeiro !!!

por Jair Balla

(Publicado no website do Jockey Club de São Paulo em 04 de julho de 2020)

Mais notícias

Breeders’ Cup: conheça os animais sul americanos classificados para o festival

Série de corridas classificatórias para a Breeders’ Cup, disputadas na América do Sul, encerrou-se neste fim de semana, com a disputa do Gran Premio Pamplona (gr.I), no Peru.

Ler na íntegra

Consul American: sem surpresas, primeiro ele

Velocista tenaz, defensor do Stud El Gibbor venceu a Prova Especial Verão.

Ler na íntegra

Double Talk supera Cônsul American na Gávea

Uma das atrações deste domingo (12), no Jockey Club de São Paulo, a Prova Especial African Boy, em 1.000m na pista de grama, para produtos de 3 e mais anos, revelou a vitória de Double Talk, 4 anos, filha de Wild Event e French Riviera (Lode), de criação e propriedade do Haras Santa Maria de Araras.

Ler na íntegra