10 abr 2021 | 18:34:07

Online: conectado à liderança da geração

Potro do Stud Verde conquistou o GP Mário de Azevedo Ribeiro (G3).

Online, pelo centro, prevaleceu, em final de rigor

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

O Grande Prêmio Mário de Azevedo Ribeiro (G3), em 1.400m na pista de grama, para produtos de 2 anos, foi disputado neste sábado (10), no Jockey Club Brasileiro. Venceu Online, filho de Agnes Gold e Quebra-de-Braço (Wild Event), de criação do Stud Eternamente Rio e propriedade do Stud Verde.

Ogro da Gávea fez questão da ponta, após a largada. Oceano Azul corria em segundo e Online acionava em terceiro. Sweet Baby James e Jamaicano disputavam, emparelhados, o quarto lugar.

No giro para a reta final, Oceano Azul e Online carregaram sobre Ogro da Gávea. Este resistiu, aos ataques da dupla, até a altura dos 300 finais, quando seus dois mencionados adversários lhe dominaram e passaram a disputar a primeira colocação. De trás, evoluíam Jamaicano e o favorito Keep Koller, enquanto Viamão caçava uma passagem, pelas balizas de dentro.

Nos lances decisivos, Online não apenas livrou vantagem, sobre Oceano Azul, como também aparou, com sucesso, o duplo ataque, de Keep Koller e Jamaicano. Sob o comando de Wilkley Xavier, Online derrotou Oceano Azul por cabeça. Keep Koller, ligeiramente atrasado em relação a Oceano Azul, foi o terceiro. Jamaicano finalizou em quarto e Viamão completou o marcador.

Do 1º ao 5 colocado, apenas 1 corpo e ¼ de diferença.

Após a prova, houve reclamações de Jamaicano contra Keep Koller e de Keep Koller contra Online. O páreo foi confirmado na ordem de chegada.

Nas demais posições, Sweet Baby James, Ogro da Gávea e Olympic Laramie.

Treinado por Luis Esteves, Online conquistou sua 2ª vitória (1ª clássica) em 3 corridas. Tempo de 1:23.07.

Mais notícias

Cross Counter leva a melhor na Melbourne Cup (gr.I)

Filho de Teofilo rendeu o primeiro troféu, da prestigiosa prova de fundo, à farda da Godolphin.

Ler na íntegra

Mensagem do Presidente: um atentado contra o turfe carioca

Turfistas de todo o país foram surpreendidos com a decisão de se suspender as corridas, no Jockey Club Brasileiro, durante os próximos 15 dias. Surpresa, porém, talvez não seja a maneira mais apropriada para se qualificar a medida adotada por aqueles que fizeram do descaso elemento comum, no tratamento dispensado ao turfe, há algum tempo: tornou-se hábito dos mandatários locais... [continua ]

Ler na íntegra

Ultra Bom brilha no GP Paraná 2019

Defensor do Haras São Marcos Paulista não deu chance aos adversários no Grande Prêmio Paraná – Jockey Plaza (gr.III).

Ler na íntegra