28 nov 2020 | 17:13:38

Em longa atropelada, Set Ton levanta o Clássico Luiz e José Vieira de Carvalho Mesquita (L)

Sempre presente, corredor de Carlos Antonio Nogueira Platzeck somou novo êxito na esfera clássica.

Padrão de regularidade e qualidade, Set Ton venceu, em vibrante atropelada

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Disputado neste sábado (28), em Cidade Jardim, o Clássico Luiz e José Vieira de Carvalho Mesquita (L), em 2.000m na pista de grama (leve), para produtos de 3 e mais anos, marcou a vitória de Set Ton, 6 anos, filho de Drosselmeyer e Scalinatella (Public Purse), de criação do Haras Old Friends e propriedade de Carlos Antonio Nogueira Platzeck.

High Fly não apenas assumiu a vanguarda, após a partida, como também abriu enorme vantagem, na primeira posição. A 15, 20 corpos em segundo, corria Luckysiri, com o favorito Marlin Azul acionando em terceiro. Lawcourt, Pomponius e Set Ton apareciam nas posições subsequentes.

Na reta final, logo percebeu-se a estafa de High Fly. De igual modo, não se tardou a reparar que o favorito Marlin Azul encontrava-se completamente batido, no pelotão que se aproximava do ponteiro. Luckysiri, a 300 metros do disco, foi o primeiro a passar por High Fly. Seu domínio, contudo, durou pouco, vez que atropelavam, por fora dele, Pomponius e Set Ton.

Com melhor ação, Set Ton despachou os adversários, nos 150 finais. Derrotou Pomponius por 1 corpo e ¾. Luckysiri foi o terceiro e Lawcourt o quarto. Marlin Azul completou o marcador.

Depois, High Fly. Não correu: Mary Jane.

Recebendo treinamento de Roberto Penachio, Set Ton conquistou a 6ª vitória (2ª clássica) em 39 corridas.

Tempo de 2:00.48.

Mais notícias

Tanto Riso desbanca os mais velhos no GP Almirante Tamandaré (gr.II)

Potro do Stud Francisco da Serra emplacou atropelada de sucesso.

Ler na íntegra

Em grande forma, Eleito vence o GP APFT (gr.II)

Fundista do Stud Mestre conquistou novo êxito clássico.

Ler na íntegra

Os números da criação internacional, por José Carlos Fragoso Pires Junior

Números da criação PSI, verificados no Brasil e ao redor do mundo, foram apresentados no I Seminário de Turfe.

Ler na íntegra