15 maio 2021 | 23:07:58

Campeão, das pistas à reprodução, Redattore morre, aos 25 anos

Protagonista de grandes feitos, dentro e fora das pistas, filho de Roi Normand deixa extenso legado à criação nacional.

Redattore: exemplar PSI de rara qualidade

Imagem: Stud TNT

Um dos melhores exemplares do PSI nacional, Redattore não resistiu às enfermidades inerentes à idade avançada e morreu, aos 25 anos, no Paraná.

Criado pelo Haras Santa Ana do Rio Grande, Redattore (Roi Normand e Political Intrigue, por Deputy Minister) estreou, aos 2 anos, na Gávea, idade com a qual venceu uma eliminatória. Na sua primeira campanha aos 3 anos, venceu o Clássico Ernani de Freitas (L) sendo que, no primeiro semestre de 1999, levantou o Clássico Eurico Solanés (L). Nos seus primeiros meses como corredor de 4 anos, conquistou, de modo sequencial, os Grandes Prêmios Presidente Emílio Garrastazu Médici (G2) e Presidente da República (G1).

Na Milha Internacional da Gávea, aliás, Redattore obteve uma das vitórias mais fáceis da história da prova: deixou Arambaré a 11 corpos e ¾, na segunda colocação.

Enviado aos Estados Unidos, após finalizar fora do marcador no GP Joaquin S. de Anchorena (G1), em San Isidro, Redattore se tornaria um dos animais sul-americanos de melhor e mais longeva campanha, no exterior, em todos os tempos. Naquele país, competiu até os 8 anos de idade, somando mais de US$ 1,7 milhão em prêmios. Obteve vitórias em prestigiados páreos, como o Shoemaker Breeders’ Cup Mile Stakes (G1), o Eddie Read Handicap (G1), o Frank E. Kilroe Mile Handicap (G2), o Citation Handicap (G2), o San Antonio Handicap (G2) e o San Gabriel Handicap (G2). Finalizou em terceiro, ainda, no Arlington Million (G1).

Ao todo, o turf record do animal registrou 15 primeiros lugares em 32 corridas.

Redattore ingressou na reprodução, em 2004, nos Estados Unidos. Até o ano de 2010, veio ao Brasil, em regime de shuttling. Desse ano em diante, passou a servir, com base fixa, no Brasil, onde permaneceu até o seu desaparecimento.

Dentre os principais feitos de Redattore, estão seus 11 ganhadores individuais de graduação máxima – fato ainda mais expressivo, em se tratando de um garanhão nacional. Estrela do Oriente, Kapo Di Tutti, Real Secret, Tango Uno, Renânia, Zara, Sutil, Editore, Alegria Afleet, Olimpo e George Washington são os nomes que compõem, por enquanto, seu rol de G1. Nos Estados Unidos, Compari, ganhador de G2 e com mais de US$ 650 mil em prêmios, foi seu principal produto.

Além do já mencionado Kapo Di Tutti, outros ganhadores graduados, produzidos por Redattore, hoje sucedem-no, na reprodução: Al Arab e Locomotion são dois exemplos, sendo que, num futuro próximo, George Washington também deverá fazê-lo.

Além de reprodutor de exceção, Redattore vem revelando-se avô materno de notável qualidade. Filhas suas já deram à luz animais como Avião Sureño, Karol King e Takashi, todos ganhadores clássicos.

Pai de 767 produtos registrados no Stud Book Brasileiro – sem prejuízo de sua produção norte-americana – Redattore alcançou, por 8 vezes, o título de Melhor Reprodutor Nacional, no Troféu Mossoró. Trata-se do maior ganhador da categoria, desde a instituição da premiação, no ano de 2002.

Mais notícias

De ponta a ponta, Pau-Rei de Birigui levanta o Grande Prêmio Oswaldo Aranha (gr.II)

Defensor do Stud Birigui obteve a primeira vitória clássica de sua campanha no trial do GP São Paulo 2017

Ler na íntegra

Endorfina vence o GP Luiz Fernando Cirne Lima

Defensora de Leonardo Ruas de Oliveira abriu os trabalhos em Porto Alegre.

Ler na íntegra

Giro internacional: da velocidade ao fundo, predomínio da Coolmore

U S Navy Flag e Kew Gardens conquistaram, respectivamente, a July Cup (gr.I) e o Grand Prix de Paris (gr.I), rendendo à gigante irlandesa as duas principais provas do turfe internacional, no fim de semana.

Ler na íntegra