25 set 2019 | 16:56:30

Câmara de Equideocultura do MAPA aprova atualização do Código Nacional de Corridas

Proposta do documento base das corridas de cavalo no Brasil traz novidades mediante texto atualizado.

A Câmara de Equideocultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) aprovou a atualização do Código Nacional de Corridas. As inovações no documento dão-se 9 anos após a Instrução Normativa à qual está consignada a versão vigente do CNC, datada de 2012.

Ainda que o texto base do CNC vigente tenha sido mantida, bem como a maior parte de suas disposições, a nova versão traz inovações relevantes e que abrangem diferentes seções da norma.

No tocante às apostas, as parelhas deixam de existir – ressalvada hipótese de excesso de inscrições em relação à quantidade de números do CPD. Outra novidade para os apostadores é a previsão da devolução do dinheiro em caso de apostas efetuadas em animais desclassificados por falta de peso.

Para os proprietários, a taxa de inscrição passa a ser limitada ao percentual de 0,5% do valor bruto da premiação do primeiro colocado, no respectivo páreo. Até então, cabia às comissões de corridas arbitrar, de modo discricionário, o percentual cobrado a título de taxa de inscrição.

Jóqueis poderão voltar a utilizar o freio como embocadura. Veda-se, por outro lado, a descarga de peso em virtude de sexo, cor ou idade (ressalvada a sistemática dos aprendizes).

Outra novidade foi a formalização da penalidade de suspensão do animal, em caso de doping – sanção esta até então não prevista no CNC. De outro lado, torna-se expresso o direito à ampla defesa, de proprietários e profissionais, em relação a processos administrativos e disciplinares – o que põe o texto do CNC em consonância com direito fundamental trazido pela Constituição Federal.

Aqui, a íntegra da minuta.  

Mais notícias

Leão de Prata supera Moreno na Prova Especial Know Heights

Defensor do Stud São Francisco da Serra prevaleceu na melhor prova da noturna carioca.

Ler na íntegra

Stud Book informa: prorrogação na entrada em vigência da nova tabela de emolumentos

Novos valores passarão a vigorar a partir de 5 de julho.

Ler na íntegra

ABCPCC informa: carta sobre denúncias de inseminação artificial

Ler na íntegra