21 mar 2020 | 21:13:08

SP: Eliz do Jaguarete e First Fighter confirmam favoritismos na sabatina

Potranca do Stud Jaguarete e corredor do Stud Victor Augusto venceram, respectivamente, o Clássico Luiz Nazareno Teixeira de Assumpção (L) e a Prova Especial Zenabre.

Eliz do Jaguarete venceu no sino de reclamação.

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP (Arquivo)

Na jornada deste sábado (21), em Cidade Jardim, realizada sem a presença de público, duas provas da chamada clássica local foram realizadas.

Destinado a éguas de 3 e mais anos, o Clássico Presidente Luiz Nazareno Teixeira de Assumpção (L), em 1.600m na pista de areia, foi vencido por Eliz do Jaguarete, 3 anos, filha de Kodiak Kowboy e Dona de Fé (Basim), de criação e propriedade do Stud Jaguarete.

Minneapolis ditou o ritmo do páreo, sendo seguida, de perto, por Juju Popular. Pelos paus, Eliz do Jaguarete corria no terceiro posto. Na reta final, Eliz do Jaguarete avançou pela linha um, dando caça às ponteiras. Com Minneapolis cedendo, a favorita passou a atacar Juju Popular. Na seta dos 400 finais, Juju Popular foi para dentro e o aprendiz M. Mesquita, por sua vez, sofreou sua montaria, a qual restou lançada por fora de Juju Popular. O lance seria fundamental para a decisão do páreo, minutos depois.

Juju Popular chegou ao disco ½ cabeça à frente de Eliz do Jaguarete. O sino de reclamação soou, em razão do aludido lance. Os comissários, então, julgaram pela desclassificação de Juju Popular em favor de Eliz do Jaguarete. Shanghai Rubby foi a terceira. Agnes Love e Minneapolis deram números finais ao marcador.

A seguir, Blaster, Kinetic Power e Alemoa.

Treinada por Mário André, Eliz do Jaguarete obteve sua quarta vitória (primeira clássica) em 6 saídas. A ganhadora percorreu a distância no tempo de 1:28.22, com finais de 24.82 e 12.82.

Já na Prova Especial Zenabre, em 2.800m na pista de grama (pesada, com cerca móvel de 6m), prevaleceu First Fighter, 5 anos, filho de Public Purse e First Birth (Stormy Atlantic), de criação do Haras Anderson e propriedade do Stud Victor Augusto.

Corrido de alcance, por Michel Platini, First Fighter passou sem briga, pelos adversários, na reta de chegada. Aumentando, mais e mais, sua vantagem, no primeiro posto, o favorito alcançou o disco de sentença 11 corpos e ¼ sobre Filho de Campeão, que formou a dupla. Master Tiko foi o terceiro e Salazar o quarto. Nemesis Giant deu números finais ao marcador.

Depois, Emix Wild, Heartbeeps e Sédulus.

Recebendo treinamento de Antenor Menegolo Neto (Curitiba/PR), First Fighter passa a contar com 4 vitórias em 21 saídas. Relógios parados na marca de 2:57.10, com finais de 23.92 e 12.06.

Mais notícias

Little Bad Girl resiste a Ordinary Love no GP Oswaldo Aranha (gr.II)

Potranca do Haras Figueira do Lago bateu as mais velhas, na milha e meia.

Ler na íntegra

Maroñas: Fitzgerald dá show em listed e coloca Piñeyrúa na mira

Crioulo do Haras Santa Maria de Araras esbanjou categoria no Clásico Argentina (L). Dos cinco primeiros, quatro criados no Brasil.

Ler na íntegra

Penélope Charming conquista a PE Eulógio Morgado – Taça Profissionais do Turfe

Velocista do Haras do Morro conquistou vitória autoritária, na noturna carioca.

Ler na íntegra