24 fev 2017 | 22:09:19

Silence Is Gold agradece aumento da distância e vence listed race

Prova reservada a potrancas de 2 anos, o Clássico Ministério da Agricultura (L), em 1.300m na grama (4m de cerca móvel), foi disputada nesse domingo (19), na Gávea. Venceu Silence Is Gold, filha de Agnes Gold e Olympic Firstclass (First American), de criação do Haras São José da Serra e propriedade do Stud São Francisco da Serra.

Silence Is Gold bateu a parelha do Araras e obteve a primeira vitória de sua campanha
Imagem: Gérson Martins

Apanhando uma boa partida, Silence Is Gold assumiu a liderança logo no pique de largada. Flacka (Put It Back) e Ébonitaébonita (Poker Face) disputavam a segunda posição. Fija Roja (Put It Back) e Goldinha (Agnes Gold) também corraim em briga pelo quarto, acionando Etrusca (Drosselmeyer) e Extraordinária (Vettori) na sequência.

Passando pela curva 1 corpo à frente de Flacka, que havia se definido em segundo, Silence Is Gold passou a ser atacada pela oponente na abordagem da reta final. Na tocada de Vagner Borges, no entanto, Silence Is Gold conseguiu aparar os avanços de Flacka, e ainda teve "pernas" para neutralizar as investidas de Fija Roja - componente, juntamente de Flacka, da parelha favorita do Araras - nos lances finais da competição.

No espelho, Silence Is Gold derrotou Fija Roja por 3/4 de corpo. Flacka foi a terceira (1 e 3/4), ficando Etrusca (5 e 1/2) e Goldinha (6) no complemento do placar. Depois chegaram Extraordinária e Ébonitaébonita. Garnet Star não foi apresentada.

Inscrição de Julio Cezar Sampaio, Silence Is Gold registrou 1:16.92 para a distância. Essa foi a sua primeira vitória em 2 corridas.

Mais notícias

Tiepollo, um Kapo Di Tutti, vence o GP Gervásio Seabra (gr.II)

Milheiro é de criação e propriedade do Haras Mabruk.

Ler na íntegra

Cristal: Hubli surpreende os favoritos

Defensor do Stud Kid conquistou o Clássico Almirante Marquês de Tamandaré.

Ler na íntegra

Loophole vence a Prova Especial Odysseus

Filho de Pioneering pertence a Giovanni Giuseppe Pompeu Magi.

Ler na íntegra