05 jul 2020 | 17:09:04

Serpentine e Love brilham no Derby e no Oaks de Epsom

Corredores da Coolmore levantaram as importantes disputas reservadas aos 3 anos.

Serpentine venceu de ponta a ponta, uma semana após vencer o "perdedor"

Imagem: Epsom

Data marcada, tradicionalmente, por uma legião de espectadores presentes às dependências do hipódromo de Epsom, o derby day britânico, em 2020, não fugiu à regra dos eventos turfísticos da atualidade. Apenas profissionais e funcionários acompanharam a importante programação. Mas, com ou sem público, não há nada que continue a brilhar tanto quanto os filhos de Galileo, pertencentes às conexões da Coolmore.

Vindo de vencer o “perdedor”, no último dia 27 de junho, na Irlanda, Serpentine, filho de Galileo e Remember When (Danehill Dancer), de criação da Coolmore e propriedade de Susan Magnier, Michael Tabor & Derrick Smith, levantou, de ponta a ponta, o Epsom Derby (G1), em 2.400m na grama, para produtos de 3 anos, com £ 500 mil de dotação.

Conduzido por Emmet McNamara, aquele que deveria ser o “coelho” dentre os 6 animais da Coolmore, no páreo, revelou-se o vencedor. E o fez por nada menos que 5 corpos e ½. Khalifa Sat formou a dupla e Amhran Na Bhfiann foi o terceiro. Kameko, que vinha de vencer o 2000 Guineas (G1), finalizou em quarto.

Com a vitória de Serpentine, Aidan O`Brien tornou-se o treinador mais vitorioso da história da prova, com 8 troféus. Serpentine, por sua vez, obteve a segunda vitória em 4 saídas. Tempo de 2:34.43.

Um pouco antes, Love esbanjou categoria e venceu, numa exibição de luxo, o Epsom Oaks (G1), em 2.400m na grama, para potrancas de 3 anos, com dotação de £ 250 mil. A filha de Galileo e Pikaboo (Pivotal), de criação da Coolmore e propriedade de Michael Tabor, Derrick Smith & Susan Magnier, vinha de conquistar o 1000 Guineas (G1).

Quando acionada, por Ryan Moore, na reta final, Love ultrapassou as adversárias com facilidade, tratando de expandir, galão a galão, a margem que lhe separava das demais. A 9 corpos, Ennistymon formou a dupla das filhas de Galileo treinadas por Aidan O`Brien. Frankly Darling foi a terceira. Na quinta vitória em 9 saídas, Love percorreu a milha e meia no tempo de 2:34.06.

Na França, melhor para Mishriff e Fancy Blue

Na jornada correspondente, realizada em solo francês, Mishriff, filho de Make Believe e Contradict (Raven`s Pass), de Nawara Stud Company Ltd. e propriedade do Príncipe A A Faisal, venceu o Prix du Jockey Club (G1), Derby Francês, em 2.100m na grama, para produtos de 3 anos, com bolsa de € 900 mil.

Com Ioritz Mendizabal “up”, Mishriff derrotou The Summit por 1 corpo e ¾. Victor Lodrum, favorito dos apostadores, que vinha de vitória na Poule d`Essa ides Poulains (G1) teve de se contentar com o terceiro posto.

John Gosden, na Inglaterra, é quem treina Mishriff, agora dono de 3 vitórias em 6 saídas. Tempo de 2:04.01. Replay aqui.

Fancy Blue, uma filha de Deep Impact e Chenchikova (Sadler`s Wells), de criação da Coolmore e propriedade de Michael Tabor, Derrick Smith & Susan Magnier, foi a melhor no Prix de Diane (G1), em 2.100m na grama, para potrancas de 3 anos, com bolsa de € 600 mil.

Com Pierre-Charles Boudot no controle das rédeas, Fancy Blue derrotou Alpine Star (que por pouco não venceu de ponta a ponta) por meio pescoço. Peaceful foi a terceira colocada.

Inscrição de Donnacha O`Brien, Fancy Blue conquistou a terceira vitória em 4 corridas. Replay aqui.

Mais notícias

Edição inaugural da Pegasus Brasil recebe 11 inscrições

Prova com R$ 105 mil de dotação será disputada em Curitiba, no dia 2 de dezembro.

Ler na íntegra

De ponta a ponta, Tiro Ao Alvo conquista o GP Gervásio Seabra (gr.II)

Milheiro do Stud O Nacional somou segundo êxito clássico consecutivo.

Ler na íntegra

Em final de emoção, Emperor Roderic supera Voador Magee no Derby Carioca

Filhos do irlandês Roderic O'Connor dominaram o GP Cruzeiro do Sul (gr.I)

Ler na íntegra