29 jul 2019 | 19:15:29

Rumo ao GP Paraná, Gogo Boy vence a PE Heitor de Lima e Silva

Arenático do Stud Pedudu aprovou o aumento da distância.

Gogo Boy superou Ilustre Senador após movimentado duelo.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Nesta segunda-feira (29), no Jockey Club Brasileiro, produtos de 3 e mais anos disputaram a Prova Especial Heitor de Lima e Silva, em 1.900m na pista de areia. Em francos preparativos para o GP Paraná de setembro, venceu Gogo Boy, 4 anos, filho de Kodiak Kowboy e Opera Pop (Midnight Tiger), de criação do Haras Anderson e propriedade do Stud Pedudu.

American Tiz ditou o ritmo da prova, como quis. Distanciado dos demais competidores, era seguido, à distância, por Ilustre Senador e Gogo Boy. Na curva, a dupla – juntamente do grandalhão Fossato – aproximou-se do ponteiro, colocando em xeque a liderança de American Tiz.

Na reta final, American Tiz manteve seu posto até a seta dos últimos 300. Nessa altura, cedeu aos avanços de Ilustre Senador e Gogo Boy, que passaram a disputar, emparelhados, a primeira colocação. Desfilando todo seu preparo físico, Leandro Henrique levou Gogo Boy “no colo”, até o disco, batendo Ilustre Senador por ¾ de corpo. American Tiz foi o terceiro e Desejado Outplay o quarto. Fossato completou o marcador.

Depois, Asdrubal. Não correu: Just Music.

Treinado por Ronaldo Marins Lima, Gogo Boy passa a contar com 6 vitórias em 13 saídas. Na sua quarta prova especial (também ganhador de listed), Gogo Boy completou a distância em 2:01.73.

Mais notícias

Criação: Winx “ganha” uma irmã, por Deep Impact

Matriz de 16 anos, Vegas Showgirl deu à luz seu mais novo produto, nesta terça-feira (3).

Ler na íntegra

Quem será o vencedor da melhor prova de 2018 ?

Competidores disputarão prêmio de R$ 300 mil ao primeiro colocado.

Ler na íntegra

EUA: Coalizão de hipódromos vetará utilização da furosemida em provas para 2 anos e stakes

Grupo de hipódromos, que abrigam 86% dos stakes disputados no país, não permitirá a utilização da furosemida, nessas corridas, a partir de 2021. Um ano antes, em 2020, provas para animais de 2 anos terão a mesma restrição.

Ler na íntegra