01 mar 2020 | 10:26:36

Maximum Security prevalece na edição inaugural da Saudi Cup

Filho de New Year’s Day confirmou campanha de alto nível na prova mais valorizada do mundo, que distribui prêmios de US$ 20 milhões.

Maximum Security (por fora) superou Midnight Bisou.

Imagem: Eclipse Sportswiere/Americasbestracing.com

As atenções do turfe internacional estiveram voltadas, como nunca antes, para o hipódromo de Riyadh, na Arábia Sudita. No sábado (29), lá disputou-se a primeira edição da Saudi Cup, em 1.800m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos, que ao distribuir US$ 20 milhões em prêmios, firmou-se como a prova mais bem paga do mundo, em 2020. Venceu Maximum Securitiy, 4 anos, filho de New Year’s Day e Lil Indy (Anasheed), de criação do casal Gary & Mary West e propriedade deles em sociedade com o triunvirato da Coolmore (recentemente adquiriu participação majoritária no animal), Mrs. John Magnier, Michael Tabor & Derrick Smith.

Enquanto Mucho Gusto, que vinha de vencer a Pegasus World Cup, ditava o ritmo do páreo, Luis Saez posicionava Maximum Security na terceira colocação. Passando para segundo, na curva, Maximum Security aparecia “empurrado”, para se manter próximo ao ponteiro.

Na reta final, além de não perder contato com Mucho Gusto, Maximum Security passou a descontar a vantagem detida pelo adversário – que, por sua vez, começou a desgarrar. Lançado, então, por dentro de Mucho Gusto, Maximum Security seria, novamente, prejudicado pelo oponente, quando esse correu para dentro, nos últimos 200 metros.

Ainda assim, dando provas de sua superioridade, Maximum Security passou por Mucho Gusto e ainda teve gás para resistir – por ¾ de corpo – aos ataques de Midnight Bisou, que emplacou longa atropelada, pela linha um. Outra fêmea, Benbatl, foi a terceira. Mucho Gosto finalizou em quarto.

Treinado, nos Estados Unidos, por Jason Servis, Maximum Security obteve sua oitava vitória em 10 saídas. Vencedor da Cigar Mile (G1), do Haskell Invitational (G1) e do Florida Derby (G1), Maximum Security parou os relógios na marca de 1:50.58.

Na mesma jornada, Dark Power, um Dark Angel, castrado, de 6 anos, venceu a STC 1351 Turf Sprint, em 1.350m na grama, com US$ 1 milhão de bolsa. Condução de Frankie Dettori e treinamento de Allan Smith. A prova contou com participação do brasileiro Ghoul, que, corrido de alcance, foi o oitavo – num lote de 14 animais.

O ganhador do Prix Du Cadran (G1), Call The Wind (6 anos, por Frankel) levou a melhor nos 3.000m do Longines Turf Handicap, com US$ 2,5 milhões de dotação. Port Lions (5 anos, Kodiac) faturou a Mohamed Yousuf Naghi Motors Turf Cup, em 2.100m na grama, com dotação de US$ 1 milhão – prova em que o argentino For The Top foi o terceiro. New York Central (5 anos, Tapit) foi o melhor na Saudia Sprint, em 1.200m na areia, com dotação de US$ 1,5 milhão. E Full Flat, um Speighstown, conquistou o Saudi Derby, em 1.600m na areia, para produtos de 3 anos, com bolsa de US$ 800 mil.

Mais notícias

Greece levanta a Prova Especial Old Tune

Defensora do Haras Sweet Carol brilhou no melhor páreo do dia.

Ler na íntegra

SP: num show de Michel Platini, Cape Flower vence prova especial

Defensora do Stud Coral Gables prevaleceu na Prova Especial Almirante Barroso.

Ler na íntegra

Tinindo, Jovem D'Alessandro vence mais uma em Porto Alegre

Filho de Point Given derrotou o veterano Qua Qua Qua no Clássico Estensoro

Ler na íntegra