16 jan 2021 | 18:01:50

Homer Screen não escolhe raia e põe fim à invencibilidade de Briyan Dollar no “Piratininga”

Corredor do Stud Alessio & Naela corre cada vez mais e desta feita anexou êxito de G3 à galeria.

Homer Screen venceu com extrema autoridade

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Principal disputa deste sábado (16), no Jockey Club de São Paulo, o Grande Prêmio Piratininga (G3), em 1.600m na pista de areia (macia), marcou novo êxito, na campanha de evolução insaciável, de Homer Screen, 4 anos, filho de Adriano e Smile Jenny (Wild Event), de criação do Haras Santa Maria de Araras e propriedade do Stud Alessio & Naela.

Favorito dos apostadores, o até então invicto Briyan Dollar pisou no acelerador, após a largada. Assumiu a ponta, pela porção externa da raia. Jorge Ricardo, com toda a experiência e senso de observação que lhe são comuns, também levou Homer Screen para a parte de fora da pista – onde, dados os resultados das provas anteriores, o terreno mostrava-se mais firme, durante a reta oposta. Homer Screen corria cerca de 3 corpos atrás de Briyan Dollar.

Ouro da Serra era o terceiro. Jobson corria em quarto e Pomponius acionava na quinta posição. Marlin Azul aparecia na sexta colocação e Gato Lindo, que, não acompanhava o pelotão, era o último, fora do alcance do binóculo do locutor.

Homer Screen ingressou na reta final já balançado por Ricardo, para não permitir que Briyan Dollar escapasse, na dianteira. A partir dos últimos 400 metros, percebeu-se que Briyan Dollar apenas mantinha seu ritmo, enquanto Homer Screen embalava, galão a galão. Cem metros adiante, eles estavam lado a lado e Homer Screen, com melhor ação, não tardou a dominar o oponente.

Dos 200 finais em diante, “só deu” Homer Screen. Pôs fim à invencibilidade de Briyan Dollar, a quem bateu por 5 corpos e ¼. Ouro da Serra foi o terceiro. Pomponius e Marlin Azul completaram o marcador. A seguir, Gato Lindo e Jobson.

Treinado por Mário André, Homer Screen conquistou a 5a vitória (2ª clássica) em 6 corridas. Sua única derrota coincide com um quarto lugar no GP Presidente da República (G2), vencido por Eron do Jaguarete.

“Tempaço” de 1:32.84 – menos de 1s inferior, portanto, ao recorde de Royal Home, na marca de 1:31.91.

 

Mais notícias

Happy Bryan confirma favoritismo no GP Costa Ferraz (gr.III)

Eleita melhor velocista do Brasil, no Troféu Mossoró, tordilha pertence ao Stud Pedudu.

Ler na íntegra

Últimas unidades do Anuário de Reprodutores a preço promocional: confira!

Exemplares ainda disponíveis podem ser adquiridos no valor de R$ 50,00.

Ler na íntegra

Mercado: com US$ 525 mil, filho da brasileira Bella Fafa liderou preços do quinto dia de vendas em Keeneland

Produtos de Colina Verde e Bonne Rafaela também atingiram a barreira dos 6 dígitos no September yearlings sale.

Ler na íntegra