02 out 2017 | 13:36:37

França: os demais resultados do domingo

Além do Prix l’Arc de Triomphe, outras 5 corridas de G1 foram disputadas na jornada máxima francesa, em Chantilly.

Rhododendron venceu o Prix l'Opera (gr.I) para a Coolmore

Imagem: Sporting Life

Ontem (1), aficionados de todo o mundo pararam para assistir ao passeio de Enable no Prix l’Arc de Triomphe (gr.I) 2017. Além da magna conquista da potranca da Juddmonte Farms, porém, houve tempo e espaço para mais emoção no festival francês. Outras cinco provas de G1 deram o tom ao domingo de turfe, em Chantilly.

A irlandesa Happily, filha de Galileo e You’resothrilling (Storm Cat), de criação de Orpendale & Chelston Ireland e propriedade de Derrick Smith, Susan Magnier & Michael Tabor, desbancou os machos no Prix Jean-Luc Lagardere – Grand Criterium (gr.I), em 1.600m na pista de grama, para produtos de 2 anos, com € 350 mil de bolsa.

Conduzida por Ryan Moore, Happily derrotou Olmedo (Declaration of War) por 1 corpo e ¼. Treinada por Aidan O’Brien, Happily obteve a quarta vitória em 6 corridas. Ganhadora do Moyglare Stud Stakes (gr.I) em seu país natal, Happily assinalou 1:38.51 para a milha (assista ao replay aqui).

Na prova correspondente reservada às fêmeas, Wild Illusion, filha de Dubawi e Ruhm (Monsun), criada na Grã-Bretanha pela Godolphin, sua proprietária, venceu o Prix Marcel Boussac – Criterium des Pouliches (gr.I), em 1.600m na grama, para potrancas de 2 anos, com € 300 mil de dotação.

Montaria de James Doyle, Wild Illusion bateu Polydream (Oasis Dream) por 1 corpo e ½. Treinada na Grã-Bretanha por Charlie Appleby, Wild Illusion conquistou a quarta vitória em 6 atuações. Tempo de 1:37.47 (assista ao replay aqui).

Destinado a éguas de 3 e mais anos, o Prix l’Opera (gr.I), em 2.000m na raia de grama, com bolsa de € 400 mil, foi dominado pelas corredoras da Coolmore. Rhododendron, 3 anos, filha de Galileo e Halfway To Heaven (Pivotal), criada na Irlanda por Orpendale, Chelston & Wynatt e pertencente a Susan Magnier, Michael Tabor & Derrick Smith, derrotou a companheira de cocheiras – e favorita – Hydrangea (Galileo) por cabeça. Em terceiro, Lady Vettori, uma Frankel em filha do nosso conhecido Vettori.

Outro troféu para Aidan O’Brien (também responsável por Hydrangea), Rhododendron (pilotada por Seamus Heffernan), que havia vencido o Fillies’ Mile (gr.I) na Inglaterra, desta feita obteve a quarta vitória em 10 corridas. Relógios parados na marca de 2:03.60 (assista ao replay aqui).

Embate dos velocistas na festa francesa, o Prix de l’Abbaye de Longchamp (gr.I), em 1.000m na raia de grama, para produtos de 2 e mais anos, com € 350 mil em prêmios, teve em Battaash, 3 anos, filho de Dark Angel e Anna Law (Lawman), criado na Irlanda por Ballyphilip Stud e de propriedade do Sheikh Hamdan bin Rashid Al Maktoum, o seu vencedor.

Com Jim Crowley “up”, Battaash superou a atual vencedora do páreo, Marsha (Acclamation), pela expressiva margem de 5 corpos. Treinado por Charles Hills, Battaash conquistou a quinta vitória em 10 tentativas. Cronômetros parados em 57.59 (assista aqui ao replay).

No derradeiro G1 do dia, o irlandês Aclaim, 4 anos, filho de Acclamation e Aris (Danroad), de criação de D. Farrington & Canning Downs e propriedade deste último, levantou o Prix de la Foret (gr.I), em 1.400m na grama, para animais de 3 e mais anos, com € 300 mil de dotação.

Sob comando de Oisin Murphy, Aclaim suplantou o veterano – 7 anos – So Beloved (Dansili) por ¾ de corpo. Pensionista de Martyn Meade, Aclaim registrou o tempo de 1:25.75 (assista ao replay aqui).

Mais notícias

Estados Unidos: Joy Valley completa seu 30º aniversário

Matriz brasileira, criada pelo Haras Santa Ana do Rio Grande, consagrou-se como mãe de Riboletta e Super Power.

Ler na íntegra

OSAF: comitês técnicos se reuniram em Hong Kong

Genética, doping, bem estar animal e outras pautas foram debatidas no início de dezembro.

Ler na íntegra

Leilão da Criação Nacional será virtual, em etapa única, no dia 1º de maio

Leilão será transmitido via internet e televisão.

Ler na íntegra