29 nov 2020 | 14:42:19

Em despedida gloriosa, Almond Eye vence edição histórica da Japan Cup (G1)

Filha de Lord Kanaloa bateu aos tríplices coroados Contrail e Daring Tact, firmando-se no rol dos melhores PSI japoneses de todos os tempos.

Almond Eye: campanha à altura dos maiores craques japoneses

Imagem: Masakazu Takahashi/Racing Post

Neste domingo (29), em Tóquio, produtos de 3 e mais anos disputaram uma edição da Japan Cup (G1), para lá de histórica e especial. Numa ocorrência das mais raras, havia 3 tríplices coroados presentes ao campo da prova, que, ao seu final, revelou, de fato, êxito de um deles: a super craque Almond Eye, que, ao vencer a Japan Cup pela segunda vez, encerrou sua campanha na condição de um dos melhores animais PSI já criados no Japão.

Enquanto Kiseki ditava o ritmo da competição – chegando a abrir, na reta oposta, cerca de 20 corpos de vantagem – Christophe-Patrice Lemaire mantinha Almond Eye entre as quinta e quarta colocações.

Na reta final, a ampla margem de Kiseki passou a ser descontada, pelos oponentes, galão a galão. Nos 150 finais, Almond Eye passou, como um bólido, por Kiseki. Mais aberto, avançava Contrail (tríplice coroado entre os machos, em 2020) – enquanto Daring Tact (tríplice coroada entre as fêmeas, também em 2020) costurava sua atropelada, pelas balizas de dentro.

Mantendo sua vantagem, até o espelho, Almond Eye bateu Contrail por 1 corpo e ¼. Daring Tact, ao finalizar em terceiro, fez com que a Japan Cup contasse com os seus 3 tríplices coroados, nas 3 primeiras posições. Curren Bouquetd'or e Glory Vase completaram o marcador. Tempo de 2:23.00 para os 2.400m na grama.

Treinada por Sakae Kunieda, Almond Eye, ao bisar sua vitória obtida, no mesmo páreo, em 2018, repetiu o feito de Gentildonna, também tríplice coroada e, até então, a única fêmea bicampeã da Japan Cup. Aos 5 anos, Almond Eye (filha de Lord Kanaloa e Fusaichi Pandora, por Sunday Silence), de criação de Northern Farm e propriedade de Silk Racing Co. Ltd.  termina sua carreira com 9 vitórias em 11 saídas. Além da tríplice coroa da potrancas, em 2018, e de 2 troféus da Japan Cup, obteve outras 3 vitórias de G1, em seu país natal, sem prejuízo da Dubai Turf (G1), na sua única incursão no exterior.

Mais notícias

Neta de Manduro, Billesdon Brook levanta o 1000 Guineas (gr.I)

Pupila de Richard Hannon brilhou entre as fêmeas, no hipódromo de Newmarket.

Ler na íntegra

Royal Ascot: em recorde, Alpha Centauri esmaga adversárias no Coronation Stakes (gr.I)

Numa apresentação sublime, descendente da lendária Miesque fez-se destaque do quarto dia do Royal Ascot 2018.

Ler na íntegra

Direto do Túnel do Tempo: grandes prêmios do passado são disponibilizados no YouTube

Canal criado pelo Jockey Club Brasileiro vem apresentando, a cada semana, vídeos recuperados dos arquivos do hipódromo – e que agora revisitam a memória do turfe brasileiro.

Ler na íntegra