23 ago 2019 | 17:08:07

Depois de Sea of Class, Roaring Lion também é vitimado por complicações pós-cólicas

Destaques do turfe europeu, em 2018, tiveram fins precoces devido a consequências de crises de cólicas.

Roaring Lion foi eleito o Melhor Cavalo da Europa em 2018.

Imagem: Dan Abraham/focusonracing.com

Nos últimos 30 dias, duas baixas das mais consideráveis ocorreram em razão de complicações relacionadas a cólicas. Depois de Sea of Class, em julho, nesta sexta-feira foi Roaring Lion quem teve sua vida encerrada de modo prematuro, depois de sofrer de um dos males mais temidos por profissionais, proprietários e criadores, ao redor do mundo.

No caso de Sea of Class, esta foi acometida por cólicas no início do mês passado. Após cirurgia, um linfoma surgiu na massa estomacal da corredora. O tumor desenvolveu-se rapidamente até culminar na morte da corredora, cerca de 20 dias após os primeiros sinais da cólica.

Nascida em 2015, Sea of Class (Sea The Stars e Holy Moon, por Hernando), Sea of Class correu 7 vezes e venceu em 4 delas. Além de conquistar o Irish Oaks (gr.I) e o Yorkshire Oaks (gr.I), veio a escoltar a Enable no Prix l’Arc de Triomphe (gr.I) no ano passado.

Já Roaring Lion encontrava-se, em shuttling, na Nova Zelândia, onde estava prestes a cumprir sua primeira temporada de monta no hemisfério sul. Logo após terminar a quarentena, no final de julho, o tordilho apresentou desconfortos típicos de cólicas. Roaring Lion viria a passar, então, por duas cirurgias (a última, no início de agosto), acusando sinais de progresso. Hoje, contudo, Roaring Lion revelou-se desconfortável em sua cocheira. As conclusões da equipe de veterinários, pós-ultrassom, coadunaram na eutanásia do animal.

Pertencente à mesma geração de Sea of Class, Roaring Lion (Kitten’s Joy e Vionnet, por Street Sense) foi exportado yearling para a Europa, após ter sido adquirido por US$ 160 mil pela Qatar Racing, nos leilões de Keeneland. No Velho Continente, conquistou 8 vitórias em 13 saídas. Vencedor do Eclipse Stakes (gr.I), do International Stakes (gr.I), do Irish Champion Stakes (gr.I) e do Queen Elizabeth II Stakes (gr.I), foi condecorado com os prêmios de Melhor Cavalo e Melhor Potro de 3 Anos, na Europa, em 2018. No primeiro semestre de 2018, Roaring Lion realizou sua primeira e única temporada de monta, cobrindo no Tweenshilss Stud, por £ 40 mil.

O que são cólicas?

Conforme breve extrato de publicação assinada por David Milnes, no Racing Post (em 22/07/2019), cólicas correspondem a um termo genérico utilizado para descrever dores abdominais em um cavalo – que são sinais de problemas gastrointestinais mas não necessariamente um diagnósticos, responsáveis por 30% das mortes prematuras de equinos.

Há uma grande dificuldade em se combater cólicas senão mediante cirurgias e tratamentos intensivos pós-cirúrgicos. O trato gastrointestinal de um cavalo, caso esticado, mede cerca de 30 metros e somada a isso a inabilidade do animal vomitar dificultam a utilização de tratamentos desassociados de intervenções cirúrgicas.

Cólicas ocorrem, geralmente, quando há muitos gases no trato intestinal do animal ou quando algum sólido não transpassa seu intestino e acaba bloqueando-o. Inflamações e úlceras são outras causas comuns.

Sintomas incluem a rejeição do animal à alimentação, incapacidade de defecar, o ato de se deitar e rolar violentamente no chão, escarvar, transpiração, respiração ofegante, tentativas de escoicear o próprio abdômen, distensões abdominais e expressões em geral de dor e desconforto.

Mais notícias

Grécia Central confirma favoritismo na Prova Especial Harmonia

Agora em distâncias curtas, potranca pertence ao Haras Cifra.

Ler na íntegra

Brasileiro Oggigiorno vence G2 em Maroñas

Atração do último fim de semana em Maroñas, o Gran Premio Municipal (URU-gr.II), em 2.400m na areia, para produtos de 3 e mais anos, foi vencido pelo brasileiro Oggigiorno, 5 anos, filho de Pioneering e Colette (Burooj), de criação do Haras Santarém e propriedade do Stud Madelón e Lucía.

Ler na íntegra

Cristal: Don Arlindo e Just Event levaram as melhores provas

Reunião de sexta-feira (13) contou com dois embates da chamada nobre local: Clássicos Presidente Cneu Aranha e Tribunal Federal da 4ª Região.

Ler na íntegra