12 out 2019 | 17:44:12

De ponta a ponta, Mano de Piedra levanta grupo III

Milheiro, pertencente a Diego Gosik, prevaleceu no GP Alberto Santos Dumont (gr.III).

Mano de Piedra venceu a quarta consecutiva.

Imagem: Marília Lemos

Disputado neste sábado (12), no Jockey Club de São Paulo, o Grande Prêmio Alberto Santos Dumont (gr.III), em 1.600m na pista de grama (leve), para animais de 3 e mais anos, revelou nova vitória de Mano de Piedra, 7 anos, filho de Manduro na ganhadora de G1 Cristie (Baronius), de criação de Beverly Hills Stud e propriedade de Diego Gosik.

Mano de Piedra apresentou-se à ponta logo após a partida. Seus adversários, ao optarem por não lhe guerrear, incorreram numa tática de corrida letal. Isso porque, muito bem dosado por Marcos Ribeiro, Mano de Piedra “fez-se” na primeira colocação, ingressando na reta final 1 corpo e ½ à frente de Moleque da Vila.

Quando Noruz surgiu, em forte arremate, a 300 metros do disco, Mano de Piedra ainda estava “inteiro”. Exigido, manteve-se na primeira colocação, derrotando Noruz por 2 corpos e ¼. Quick Hillie ficou com a terceira posição, deixando Ouro da Serra e Never Say Never no complemento do marcador.

A seguir, Grand Cru, Moleque da Vila e Marechal.

Recebendo treinamento de Eduardo Gosik, Mano de Piedra obteve a nona vitória (terceira clássica) em 17 corridas – produzidas entre Brasil e Argentina. Tempo de 1:34.50, com finais de 22.13 e 11.42.

Mais notícias

Northern Town conquista a Prova Especial Euphorie

Filha do nacional Que Fenômeno, do Stud Figuron e Varanda, segue invicta.

Ler na íntegra

Ouro da Serra: atropelada fulminante no embate dos milheiros

Defensor de Marcia Guidorzi Buffolo venceu o GP Presidente do Conselho do Jockey Club.

Ler na íntegra

Uruguai: Cerro Largo abandona o perdedor no Comparacion. Fitzgerald vai ao Piñeyrúa.

Brasileiros, criados pelos Fronteira e Haras Santa Maria de Araras conquistaram as melhores provas da sabatina, no Uruguai.

Ler na íntegra