06 nov 2017 | 21:18:09

Com novas regras do fisco, apostas realizadas no hipódromo, durante a Breeders’ Cup, crescem 21,4%

Novas regras do tesouro norte-americano sobre apostas “na pedra” coincidiram com crescimento significativo no movimento geral do festival.

No último mês de setembro, as regras de taxação do imposto de renda nos Estados Unidos sobre apostas “na pedra” sofreram sensíveis alterações. Como consequência imediata, o movimento de apostas realizadas presencialmente, em Del Mar, durante a Breeders’ Cup, aumentou 21,4% em comparação com a versão 2016 do festival. O fato ganhou nota no website da Blood Horse, nessa segunda-feira.

Até semanas atrás – com a edição das novas regras do formulário W-2G, destinado a titulares de apostas vencedoras de acordo com o seu valor – o tesouro norte-americano tributava ganhos em apostas em sistema pari-mutuel (um único “pote” dividido entre os vencedores) da seguinte maneira: uma aposta vencedora na proporção 300 por 1, com US$ 600,00 mínimos de lucro, sujeitava o ganhador à “mordida” do leão – na alíquota de 25%. Agora, o resultado da aposta necessita ser 300 vezes maior do que o valor apostado, não bastando a mera proporção 300 por 1.

Dentre as várias entidades ligadas, diretamente, à proposta de alteração da política fiscal quanto às apostas em corridas de cavalo, esteve a National Thoroughbred Racing Association (NTRA).

Diante da nova sistemática, apenas 35 apostas realizadas em Del Mar, durante a Breeders’ Cup, obrigaram seus ganhadores a preencher o formulário W-2G, no último fim de semana. Já em 2016, o número foi 1.333 bilhetes.

A Breeders’ Cup 2017 movimentou, em apostas presenciais realizadas em Del Mar, US$ 25,1 milhões, contra os US$ 20,7 milhões de 2016. Também houve acréscimo de 5,9% no movimento geral de apostas: US$ 166 milhões versus US$ 156 milhões apostados no ano passado.

Mais notícias

Exportada para o Japão, Touriga reforça genética brasileira em solo oriental

Vendida pela Fazenda Mondesir no Leilão da Criação Nacional ABCPCC em 2017, filha de Put It Back representa nova exportação de uma fêmea brasileira para o pujante turfe japonês.

Ler na íntegra

The Great Day, com Francisco Leandro, vence a Carrera de Las Estrellas Classic

Filho de Harlan’s Holiday, pertencente ao Haras Firmamento, somou novo G1 à campanha.

Ler na íntegra

Hong Kong: na estreia, Jadir finaliza em sétimo

Agora competindo sob o nome de Spirit, crioulo do Stud Eternamente Rio não corria desde junho do ano passado.

Ler na íntegra