17 Mai 2017 | 16:20:51

Apostas: San Isidro bate recorde de média diária de apostas em abril

Pela primeira vez na história maior hipódromo argentino ultrapassou a média de 10 milhões de pesos reunião, num mês, em suas corridas

San Isidro vendeu, em abri, uma média de 700 mil pesos (R$ 140 mil) por páreo

Imagem: Hipódromo San Isidro

Principal hipódromo da capital Buenos Aires, San Isidro obteve, no mês de abril, feito que ratifica sua pujança - mesmo diante de eventuais crises que também perturbaram (e ainda o fazem) as corridas na Argentina - na indústria turfística sulamericana. Ao final de seu calendário mensal, San Isidro ostentava, pela primeira vez em sua história, uma média de 10,3 milhões de pesos apostados, por reunião.

De acordo com publicação do site Turf Diario, as corridas na Argentina, em abril, movimentaram 262 milhões de pesos (cerca de R$ 52,4 milhões) em apostas, ao longo de 29 reuniões. San Isidro, especificamente, rendeu mais de 103 milhões de pesos em 10 reuniões, ultrapassando, por consequência, a barreira recorde, por reunião, de 10 milhões de pesos (algo em torno de R$ 2 milhões) - com uma média de 700 mil pesos (R$ 140 mil) por corrida. Palermo, por sua vez, foi o segundo hipódromo argentino com maior média mensal em abril, com seus apostadores jogando 9,3 milhões por reunião. Já as corridas de La Plata contaram com uma média diária de 7,3 milhões de pesos.

Ainda segundo a referida matéria, as corridas de San Isidro representaram 39,2% do bolo total de apostas nas corridas argentinas, em abril. E enquanto os páreos de Palermo venderam 35,3% do movimento geral, os páreos de La Plata, por outro lado, acusam números um tanto quanto preocupantes: a participação de suas corridas na totalização de apostas foi de apenas 25,2%, o que representa significativa queda em relação aos 30% médios que o hipódromo vinha alcançando, nos meses anteriores.

Dentre os fatores elencados pela reportagem para a queda no movimento de apostas de La Plata, surge uma espécie de reação em cadeia: com o início das corridas em La Plata antecipado, por vezes, para as 11 da manhã, o movimento das jornadas passou a cair; em razão da queda do movimento, foram excluídas bonificações e garantias das apostas; e sem bonificações e garantias o apostador diminuiu ainda mais sua frequência junto às reuniões "platenses". Já em San Isidro, até mesmo a ausência de garantias e bonificações mínimas seriam compensadas pelo alto volume de apostas, que fortalece a "pedra" e suas modalidades componentes - sem a necessidade de injeções do departamento de apostas.

Sem prejuízo do feito vislumbrado no mês anterior, as apostas em San Isidro tendem a acusar grande resultado financeiro, também, no mês de maio. Isso porque, na próxima semana, o hipódromo abrigará a disputa de um dos mais tradicionais meetings do calendário turfístico argentino: a reunião do Gran Premio 25 de Mayo (gr.I). E além do atrativo do festival, em si, outro ponto que se destacará, de sobremaneira, na programação, será o retorno de Sixties Song no páreo principal da jornada. Campeão dos Gran Premios Carlos Pellegrini (gr.I) e Latinoamericano (gr.I), o filho de Sixties Icon é o sulamericano de maior rating na atualidade, com 199 libras e ocupando a décima sexta colocação do ranking da IFHA. 

Mais notícias

"Champion sprinter", Wenzel Blade é retirado à reprodução

Melhor velocista do Brasil, e da América do Sul, em 2016 servirá na Coudelaria Colaço, em Piraquara/PR

Ler na íntegra

Knowing abandona o perdedor na Prova Especial Virginie

Páreo teste para o Grande Prêmio Diana (gr.I) de março, a Prova Especial Virginie, em 2.000m na pista de grama, para potrancas de 3 anos, foi disputada nesse sábado (11) na Gávea. Vitória da - até então perdedora - Knowing, filha de Roderic O'Connor e Miss Mandie (Know Heights), de criação e propriedade do Stud Capitão.

Ler na íntegra

Jadir impõe suas qualidades para vencer G3 na Gávea

O corredor do Stud Eternamente Rio agora é um dos líderes de sua geração no Rio de Janeiro

Ler na íntegra