Banner Haras Regina Topo
13 Nov 2017 | 15:59:31

Uruguai: Coldplay e Glorious Flag vencem clássicos em Maroñas

Derby winner em Cidade Jardim, Reality Bites conquistou, na mesma jornada, a primeira vitória na capital uruguaia.

Coldplay conquistou fácil vitória

Imagem: Ovación Digital

Ontem (13), em Maroñas, quatorze provas deram corpo à jornada domingueira do hipódromo uruguaio. Nas melhores corridas do dia, os brasileiros Coldplay e Glorious Flag somaram importantes êxitos para as respectivas campanhas.

Corrido na expectativa por Julio César Méndez, Coldplay atropelou com sucesso no Clásico Pablo Gelsi y José M. Ferro, em 1.500m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos. Passando sem briga pelos oponentes, na reta de chegada, Coldplay venceu “com ares de Piñeyrúa”, conforme destacado pelo noticiário local, Ovación Digital, em menção à possível participação do brasileiro no páreo destinado aos milheiros na festa do GP José Pedro Ramirez (gr.I).

Fenomeno (Editor’s Note) formou a dupla a 5 corpos. Ganhador do Ramirez em 2016, o brasileiro Gandhi di Job (por Job di Caroline, de criação do Haras Curitibano e propriedade do Stud La Fe), que não corria desde o último mês de abril, finalizou na quinta colocação.

Treinado por Luis Antônio Signoretti, Coldplay (5 anos, filho de Out of Control e Rafaela Bela, por Our Emblem, de criação do Stud TNT e propriedade do Stud Hulk) obteve a nona vitória após 31 corridas. Vitorioso nos Clássicos Breno Caldas (L) e Itajara (L), disputados na Gávea, Coldplay assinalou 1:30.49 para a distância.

No Clássico Brasil, em 1.400m na pista de areia, para éguas de 3 e mais anos, prevaleceu Glorious Flag, 5 anos, filha de Tiger Heart e Summerville (Pitu da Guanabara), de criação do Haras Springfield e propriedade do Haras Nahuel.

Montaria de Juan Nuñez, Glorious Flag suplantou a compatriota – e múltipla ganhadora clássica – Explicacion (por Wild Event, de criação do Haras Santa Maria de Araras e propriedade de TBS Internacional) por ¼ de corpo. A quinta colocada, Gata Bella (por Shirocco, de criação do Haras Springfield e propriedade do Stud La Coluda) figurou como a terceira brasileira a subir no marcador.

Sérgio Dornelles responde pelo treinamento de Glorious Flag, que conquistou a décima primeira vitória em 31 apresentações. Exportada inédita para o Uruguai, Glorious Flag registrou tempo de 1:25.22.

Houve na reunião, ainda, espaço para o laurel de outro conhecido animal dos turfistas brasileiros. Vencedor do GP Derby Paulista (gr.I), há 2 anos, em Cidade Jardim, Reality Bites, 5 anos, filho de Silent Times e Redeye Special (Efisio), de criação do Haras Interlagos e propriedade do Stud Crespi, conquistou a primeira vitória no Uruguai desde a sua exportação, em 2016.

Com Everton Rodrigues “up”, Reality Bites venceu um páreo de turma, dedicado a produtos de 4 e mais anos de até 3 vitórias, em 2.000m na areia. Pisco Sour (Aidero) formou a dupla. A exemplo de Reality Bites, ganhador clássico no país de origem, o brasileiro Like Desire (por Public Purse, de criação da Coudelaria Jéssica e propriedade do Stud El Torta) ficou com a terceira posição.

No treinamento de Alcides S. de Los Santos, Reality Bites percorreu os dois quilômetros em 2:04.74.

Mais notícias

Fortune Danz conquista merecido batismo clássico no GP Linneo de Paula Machado

Potro do Stud Embalagem desbancou os corredores mais velhos em prova de G3.

Ler na íntegra

Uruguai: Coldplay bate Olympic Harvard na Batalla de Las Piedras

Filho do nacional Out of Control comandou dobrada brasileira na melhor corrida do dia.

Ler na íntegra

Nota de falecimento: Heitor Peixoto de Castro Palhares

Faleceu ontem à noite o turfista, criador e sócio do Jockey Club Brasileiro, Heitor Peixoto de Castro Palhares. Como criador, Heitor sempre teve éguas na reprodução, alojadas e registradas na Fazenda Mondesir e são de sua criação, animais como Condesir-G2, Fuco-G1, Classic Cool-G3, Legend Wind-G2, Ondesir, Fado, Macis, entre outros. O craque Sunset (GP Brasil 1978) também era de sua... [continua ]

Ler na íntegra