08 Ago 2017 | 14:12:35

Here Comes When fez valer a experiência no Sussex Stakes (gr.I)

Entre os fundistas na Goodwood Cup (gr.I), melhor para Stradivarius.

Here Comes When (de capa de cabeça) venceu o Sussex Stakes (gr.I) debaixo de chuva

Imagem: BBC

Na última semana em Goodwood, na Inglaterra, se realizou o principal festival local: Glorious Goodwood. Here Comes When e Stradivarius prevaleceram nos melhores momentos do meeting.

Destinado a produtos de 3 e mais anos, o Sussex Stakes (gr.I), em 1.600m na pista de grama, com £ 1 milhão de dotação, teve no 7 anos Here Comes When, filho de Danehill Dancer e Quad’s Melody (Spinning World), criado na Irlanda por Old Carhue & Graeng Bloodstock e pertencente a Mrs Fitri Hay, o seu ganhador.

Mantido em quarto por Jim Crowley, Here Comes When entrou de vez, na briga pela primeira colocação, na altura dos 400 finais. Lightning Spear (Pivotal) restou ultrapassado por Here Comes When nos últimos 200. Ribchester (Iffraaj), que havia sobrado nos derradeiros 300 metros, retomou a carga para cima de Here Comes When nos lances decisivos de prova. Pescoço de vantagem sacramentou a vitória de Here Comes When. Lightning Spear terminou em terceiro.

Treinado por Andrew Balding, Here Comes When obteve oitava vitória em 29 corridas. Até então, os Oettingen-Rennen (gr.II), na Alemanha, e o Hambleton Handicap (L), na Inglaterra, apareciam como os principais êxitos na campanha de Here Comes When. Tempo de 1:46.11.

Here Comes When tem na norte-americana Distinctive Moon (Distinctive) a terceira mãe. Distinctive Moon, por sua vez, produziu, em 1985, Flash Prancer (Mr. Prospector), importada pelo Haras Ponta Porã para o Brasil. Dentre outros produtos, Flash Prancer originou Inflacionária (Clackson), no caso a mãe de Jet (Yagli). Campeão da Milha Internacional, em recorde, na Gávea, Jet veio a servir como garanhão na Rússia.

Nos 3.200 metros (grama) da Goodwood Cup Stakes (gr.I), para produtos de 3 e mais anos, com £ 523 mil de bolsa, o irlandês Stradivarius, 3 anos, filho de Sea The Stars e Private Life (Bering), de criação e propriedade de Bjorn Nielsen, superou os animais mais velhos.

Com Andre Atzeni “up”, Stradivarius derrotou Big Orange (Duke of Marmalade) por 1 corpo e ¾. Big Orange havia vencido a Ascot Gold Cup (gr.I), em junho. Desert Skyline (Tamayuz) completou a trifeta.

Preparado por John Gosden, Stradivarius chega a 4 vitórias em 7 corridas. Vencedor do Queen’s Vase Stakes (gr.I), Stradivarius assinalou 3:25.47 para a distância. 

Mais notícias

Venâncio e No Regrets: prontos para fazer história (mais uma vez)

Treinador está a uma vitória de igualar o lendário Ernani de Freitas. A potranca poderá se tornar a primeira tríplice coroada a vencer o GP Brasil.

Ler na íntegra

Efervescente larga e acaba na Prova Especial Old Master

Filha do nacional Acteon Man desacatou os machos na principal prova da "noturna"

Ler na íntegra

Always Dreaming confirma favoritismo no Kentucky Derby (gr.I); Bal A Bali é quinto em G1

Filho de Bodemeister rendeu o bicampeonato do páreo mais cobiçado da América

Ler na íntegra