19 Abr 2017 | 19:14:28

Especial Leilão da Criação Nacional: Stud Birigui


Meu Rei: defensor ilustre da farda

Imagem: Gérson Martins

Um dos mais tradicionais turfistas de Cidade Jardim, Hélio Biscaro traduz sua paixão pelo turfe no Stud Birigui. Farda atuante nas corridas paulistas, o estabelecimento representa, também, o “berço” de excelentes corredores, que em 2017, por sinal, terão sua aquisição oportunizada ao grande público no Leilão da Criação Nacional ABCPCC.

“O Stud Birigui cria entre Bagé e Cesário Lange. No Rio Grande do Sul, criamos no Haras Fronteira. Já em São Paulo, nossa criação é realizada no Haras Vale Verde”, relata Hélio.

Em que pese ser turfista há mais de 40 anos, Hélio deu início à sua criação na década de 1990. “Tudo começou quando vim ao Jockey Club de São Paulo, pela primeira vez, em 1975. Vim acompanhado de colegas da faculdade, gostei e acabei ‘ficando’. Já na criação comecei faz aproximadamente 20 anos”.

Dentre os inúmeros defensores da farda do Stud Birigui, alguns, por motivos óbvios, se destacam na lembrança do público turfista. Em 1997, Amor Por Inteiro venceu o Grande Prêmio ABCPCC (gr.I); já em 2002, Ultinov emplacou um inesquecível ‘vareio’ na Taça de Prata do GP J. Adhemar de Almeida Prado (gr.I); e em 2007, Meu Rei venceu as duas primeiras etapas da tríplice coroa – tendo lhe faltado apenas a conquista do GP Derby Paulista (gr.I).

Ultinov venceu a Taça de Prata em 2002

Imagem: Porfírio Menezes

Fora Kará de Birigui, entretanto, quem fora, na opinião de Hélio, tanto o melhor animal criado pelo Stud Birigui, quanto o seu mais destacado defensor:

“Dentre os que criei, ou possuí, Kará de Birigui foi melhor de todos. Já em termos gerais, Cacique Negro foi o PSI brasileiro que mais impressionou, sendo que Quari Bravo é outro que guardo na memória”.

Entre 2011 e 2012, Kará de Birigui (um filho do argentino Banking) obteve 5 vitórias em 10 corridas, incluindo os Grandes Prêmios Ipiranga (gr.I) e o Grande Prêmio Jockey Club de São Paulo (gr.I). Uma fratura no joelho, todavia, lhe impediu de pleitear a tríplice coroa no GP Derby Paulista (gr.I). Atualmente, Kará de Birigui é o pastor-chefe do plantel de matrizes do Stud Birigui.

“Utilizo na maioria das vezes o Kará de Birigui, primeiramente por saber da sua qualidade e também pela paixão que tenho pelo cavalo. Mas para a cobertura das minhas éguas observo, de sobremaneira, a qualidade do reprodutor, analisando sua campanha nas pistas e principalmente o pedigree - sempre atentando, ainda, para a compatibilidade do meu plantel com os garanhões”, arremata.

Múltiplo ganhador de G1 e recordista, Kará de Birigui hoje é reprodutor da coudelaria

Imagem: Paulo Bezerra Jr./Divulgação JCSP

No Leilão da Criação Nacional ABCPCC 2017, o Stud Birigui apresentará os seguintes produtos da geração 2015:

Sertão de Birigui - macho, por Put It Back e Helena de Birigui (Shudanz)

Sedução de Birigui – fêmea, por Shanghai Bobby e Jibóia de Birigui (Banking)

Sangue de Birigui – macho, por Kará de Birigui e Menina de Birigui (Esquisita)

Sansão de Birigui – macho, por Kará de Birigui e Quanto É Bella (Fahim)

Clique aqui e acesse o catálogo do Leilão da Criação Nacional ABCPCC 2017 - etapa São Paulo.

Mais notícias

Some In Tieme fica a um pescoço de obter sua primeira vitória nos EUA

Filho do Shirocco sofreu com reta de chegada atribulada em Keeneland

Ler na íntegra

Inscrições para o Leilão de Coberturas da ABCPCC terminam nessa sexta-feira (5/5)

Credenciamento dos reprodutores dá direito às respectivas produções participar da Copa dos Criadores

Ler na íntegra

Cancha reta: Raj, um Tiger Heart, vence o GP Guido Irineu Pelanda

Prova, que reuniu produtos de 2 anos no Jockey Club Fazenda Rio Grande, distribuiu mais de R$ 130 mil em prêmios

Ler na íntegra