Banner Jesuíno Arruda
19 Mai 2017 | 14:49:33

Criação: negociação é concluída e Hat Trick servirá no Paraná

Filho de Sunday Silence terá alojamento alternado entre os Haras Santa Rita da Serra e Springfield

Hat Trick será o terceiro filho de Sunday Silence a servir no Brasil

Imagem: Gainesway Farm

Após algumas semanas de idefinição, foi concretizada a aquisição do reprodutor Hat Trick, filho de Sunday Silence e Tricky Code (Lost Code), criado pela Oiwake Farm, por um grupo de criadores brasileiros. O japonês de 16 anos terá seu alojamento alternado, a cada temporada, entre os Haras Santa Rita da Serra e Springfield (ambos localizados em Tijucas do Sul/PR), que são, também, membros do condomínio responsável pela compra - em definitivo - do animal, ao lado, ainda, de Carlos dos Santos, Coudelaria Monter Parnaso, Haras Figueira do Lago, LLC, Nacional, Old Friends, Regina, Rio Iguassu e Stud Eternamente Rio.

Tendo atuado somente na Ásia, Hat Trick venceu, em campanha, a Mile Championship (gr.I) no Japão, e a Hong Kong Mile (HK-gr.I), sem prejuízo de outras 6 vitórias conseguidas ao longo das 21 apresentações que compuseram seu retrospecto. Hat Trick ingressou na reprodução em 2008, na Walmac Farm, no Kentucky, tendo sido transferido para a Gainesway Farm, no mesmo estado norte-americano, no ano de 2012. Por 3 vezes Hat Trick serviu, ainda, em regime de shuttling na Argentina: primeiramente no Haras El Mallín, nos anos de 2009 e 2010, e depois no Haras La Biznaga, em 2012.

"Champion" aos 2 anos na Europa, em 2011, o francês Dabirsim, vencedor dos Prix Morny (gr.I) e Jean-Luc Lagardere (gr.I), é o principal expoente da produção de Hat Trick, até aqui. Dabirsim, aliás, poderá ter seu cruzamento repetido por uma razoável quantidade de criadores brasileiros - vez que o corredor tem, como avô materno, Royal Academy. 

O ganhador de G1 nos Estados Unidos, King David; os também ganhadores de graduação máxima, mas em solo argentino, Giant Killing, Hat Puntano e Zapata; e os múltilo ganhadores graduados Bright Thought, Dressed In Hermes e Try Twice são outros nomes de relevo no stud record de Hat Trick.

O pai de Hat Trick, Saunday Silence (Halo) foi o cavalo do ano nos Estados Unidos em 1989 (com vitórias, dentre outros páreos, nos Kentucky Derby (gr.I) e Breeders' Cup Classic (gr.I)) e, servindo como garanhão no Japão, revelou-se o semental mais bem sucedido da história da criação japonesa. Antes de Hat Trick, os brasileiros já haviam estreitado seus laços com Sunday Silence por meio de dois filhos seus: Silent Name e Agnes Gold. Já a mãe de Hat Trick, Tricky Code (Lost Code), foi ganhadora de 9 corridas em campanha, incluindo o Santa Ynez Breeders' Cup Stakes (gr.III).

Hat Trick desembarcará no Brasil na segunda metade de junho. 

Mais notícias

Nos moldes da "Pegasus", Australianos criam a "Everest", a mais rica corrida de grama do mundo

Após todo o sucesso, e repercussão, da primeira Pegasus World Cup (gr.I) nos Estados Unidos, o turfe australiano deverá, no segundo semestre de 2017 , emplacar empreitada semelhante. Está marcada para o dia 14 de outubro a The Everest, a ser disputada em Randwick Park, na distância dos 1.200 metros em pista de grama, e que ofertando uma bolsa de... [continua ]

Ler na íntegra

Fiorella Di Tiger foi a melhor na Prova Especial Depressa

Filha de Tiger Heart conseguiu sua primeira vitória na chamada clássica de São Paulo

Ler na íntegra

Janglin supera Amada Alada em Porto Alegre

Disputado nessa quinta-feira (9), em Porto Alegre, o Clássico Presidente Olinto Streb, em 1.600m na pista de areia, para éguas de 3 e mais anos, foi vencido por Janglin, 4 anos, filha do recentemente desaparecido Cape Town e Boo (Sagamix), de criação do Stud Red Rafa e propriedade de Helio Santos da Frota.

Ler na íntegra